21 de dezembro de 2010

De volta às listas!

Oi Gente!

Nossas listas de fim de ano estão de volta! Eu sei que vocês nem dormiram direito nessas ultimas semanas pensando nelas... [?!] A primeira fica por conta de ninguém menos que Malcon Bauer! Então, vamos lá!



Os Piores Filmes de 2010
por Malcon Bauer

ator, roteirista, piadista e colono
colunista do jornal "A Tribuna de Agrolândia"



10- Nine (idem)


Com elenco incrível, porém completamente sub-aproveitado, o filme se tornou uma das coisas brochantes de 2010. Daniel Day-Lewis apático, números musicais sem criatividade e o pior: músicas chatas (isso é culpa do musical original, claro). Marion Cotillard e Penélope Cruz saem dignas, e Fergie arrasa em “Be Italian”. Mas é muito pouco!


09- Alice no País das Maravilhas (Alice in Wonderland)


Tim Burton e Lewis Carol. Uma combinação que parecia perfeita. Mas não rolou. Alice virou a escolhida (tipo “Matrix”), que precisa enfrentar as forças do mal e salvar o povo de “Underland” (até isso mudaram?) de uma rainha má (Helena Boham Carter, ótima) que tem um dragão. No final, uma batalha do tipo mamãe-quero-ser-o-senhor-dos-anéis. Ah, e o Chapeleiro Louco virou um louco traumatizado de guerra, tipo aqueles aposentados do Vietnã. A maior decepção do ano!


08- Príncipe da Pérsia: As Areias do Tempo (Prince of Pérsia: The Sands of Time)


Jake Gillenhal corre, pula, sua e mostra os músculos nessa adaptação do game que é até meio divertida, mas trai o espectador de maneira tão estúpida no final que torna o filme um engodo gigantesco. E tem Ben Kingsley pagando as contas.


07- Comer, Rezar, Amar (Eat, Pray, Love)


Faltou o “Dormir” no título. O sorrisão de Julia Roberts não salva essa adaptação do famoso livro, que começa bem (o Comer), fica muito chato (O Rezar) e termina mal (o Amar). A coisa dura duas horas e meia, gente! Pra que? E tem Javier Bardem pagando as contas.


06- O Lobisomem (The Wolfman)


A ambientação vitoriana é ótima, e a maquiagem de Rick Baker é um show. Mas quando os efeitos digitais e a montagem vídeo-clipesca tomam conta, o caldo desanda e o filme vira uma grande decepção. E tem Anthony Hopkins pagando as contas.


05- Do Começo ao Fim (idem)


Tá, ele foi lançado no finzinho de 2009, mas só chegou aqui em Floripa em 2010. Além disso, é tão ruim que eu não posso deixar de citar. Um tema aparentemente polêmico (incesto) que foi tratado com tanta naturalidade, mas TANTA naturalidade, que não tem conflito algum. E o filme passa, tão lento easséptico quanto um comercial de margarina. Mal Julia Lemmertz escapa do vexame (aliás, ele some do filme na elipse mais bizarra dos últimos anos). Uma patacoada!


04- Fúria de Titãs (Clash of the Titans)


Não vi o 3D convertido, que dizem ser um lixo. Mas o filme é muito ruim, com efeitos digitais meio toscos, roteiro tolo com buracos imensos e personagens sem carisma. E tem Liam Neeson e Ralph Fiennes pagando as contas.


03- Surpresa em Dobro (Old Dogs)


Robin Williams! John Travolta! Crianças sem carisma! Piadas com gorilas! Piadas com remédios errados e seus efeitos colaterais em público! É da Disney! Deu, né?


02- A Hora do Pesadelo (A Nightmare on Elm Street)


Pra que, meu Deus? Pra que fazer um remake de um filme tão bom e transformá-lo numa bobagem genérica cheia de efeitos digitais toscos? Jackie Earl Haley (Watchmen) é um ótimo ator, mas o roteiro não ajuda, criando até mesmo a possibilidade de Freddy Krueger ser uma vítima inocente de uma falsa acusação de pedofilia (oi?). Não assusta nem criança.


01- Os Vampiros que se Mordam (Vampire Sucks)



Os gênios por trás de “Espartalhões” e “Deu a Louca em Hollywood” conseguirem de novo! A paródia de “Crepúsculo” é, só pra variar, um lixo. Piadas sem graça e muita forçação de barra. Uma bosta!


Menção Horrorosa
(filmes ruins que não são de 2010, mas só vi esse ano):

- Calígula (idem)

- Matadores de Vampiras Lésbicas (Lesbian Vampire Killers)

- Garota Infernal (Jennifer’s Body)

- Tá Rindo do Que? (Funny People)

- Caçador de Recompensas (Bounty Hunter)

- Se Beber Não Case (The Hangover)

31 comentários:

Igor Lima disse...

TÁ.

Vicente disse...

O Malcon exerce sua crueldade com Julia. Comer Rezar Amar não é pior que Alixo no País das Maravilhas!!!! O que eles deviam ter feito é uma trilogia completa, um filme por ano, pra gente ver as peripécias dela em cada verbo e país com calma e deleite.

Igor Lima disse...

comer, rezzzzzzzzz...

rafael disse...

como disseram alí em cima, comer, rezzzzzzzzzzz RONC
esperava MUITO mais de Alice..

Daniel Olivetto disse...

nessa lista vou fazer a linha "não vi e não gostei"... dos que eu vi eu gostei então, né? só pra não dizerem que eu adoro contrariar o Malcon eu vou passar meu comentis, rs...

beijos

Malcon Bauer disse...

Sabemos que vc gostou do "Nine", Daniel. Recomendo ver o "8 e 1/2"...
hehe

gilvas disse...

querido bauer, eu vi apenas um dos filmes da sua lista, alice, e escrevi uma resenha que provavelmente já leste. se não leu, aqui está: http://gilvas.wordpress.com/2010/05/12/tim-burton-alice/

seguirei os passos de seu comparsa olivetto, e aplicar o golpe do não-vi-não-gostei, até porque há obviedades da ruindade, tipo ben kingsley fazendo filme sobre joguinho. não tem como dar certo, é só lembrar de bloodrayne. beijo no seu coração.

Daniel Olivetto disse...

E o fato de "8 e 1/2" ser genial implica no Nine ser péssimo?! Parece ilógico! Um filme pode ser bom independente do outro... mas tudo bem...

beijos

Vicente disse...

Nine tem coisas como Kate Hudson cantando uma música chamada "Cinema Italiano" em ritmo de rumba. E no Comer Rezar Amar, o Ryan Murphy me coloca a ária da rainha da noite, de A Flauta Mágica, uma ópera em alemão, pra trilha do festim gastronômico que a Julia experimenta na Itália. Esses americanos não respeita nada MESMO!!!!

Vicente disse...

respeitam...

Daniel Olivetto disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Daniel Olivetto disse...

Aquela música que a Kate Hudson canta é qualquer merda, né?? Odeio aquela cena, hahahaha...

Malcon Bauer disse...

Eu creio que, alguém que veja "Nine" primeiro, dificilmente terá vontade de ver o "8 e 1/2". Esse é o problema. O filme, que deveria despertar a curiosidade de ver o original, é apenas um desserviço.

Daniel Olivetto disse...

E desde quando o Felini precisa de divulgação, Malcon??

A função do filme é ser o filme e pronto... concordo que os números musicais são fracos e que Chicago é melhor, mas tem aquele lance sobre expectativa sobre o filme: expectativa é um problema pessoal de que senta pra ver o filme!

Malcon Bauer disse...

Então tá...
Sim, com aquele elenco e diretor, minha expectativa estava mesmo nas nuvens.
E em sua função de ser um filme, "Nine" é um péssimo.
E pergunte pra alguém com menos 20 anos quem é Felini.

Daniel Olivetto disse...

ai, desculpa se eu já conhecia Felini com 13... e depois, quem se importa com a opinião das pessoas de 20 anos... nem viram Tieta e querem ter opinião??

Malcon Bauer disse...

Você é um caso, muito específico, né, Dani?
O que quero dizer é qualquer obra que use da citação, ou da paródia, está rementendo ao original. E isso pode ter um impacto bom ou mau. No caso do "Nine", é péssimo.
Por exemplo, você odiou as cenas do "Cantando na Chuva" no "Glee". Mas milhares de jovens resolveram ver o filme por causa delas.

Malcon Bauer disse...

Complementando: Obviamente esta não é a função do filme. Mas obviamente ele tem essas consequências.

Vicente disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Vicente disse...

Já disse pra ver All That Jazz, do Bob Fosse, que captou muito mais o que é o 8 1/2 que esse desfile da Victoria´s Secrets que é Nine.

Daniel Olivetto disse...

ah Malcon!!! Não Fala merda!!!

turnes disse...

Gente amiga que se ama tanto,
o que eu acho mais incrível na lista de piores do Malcon é que a maioria dos filmes são daquele tipo de filme que eu não veria nem morta. Primeiro porque eu não me divirto com filmes ruins, eu fico irritado. A não ser que exista nessa ruindade algo que transcenda o mero juízo de seu valor cinematográfico e abarque valores outros, de cunho histórico, recreativo, emocional, algum teor transgressivo por exemplo, etc...e em segundo lugar que eu não tô rasgando dinheiro, e sou velho e pago inteira né...
Mas dessa lista eu vi dois, porque causavam expectativas altas: o do tim burtom (que polaca bem explica) e o Lobisomem (vexatória refilmagem de clássico da Universal). Sobre Nine eu tbem fiquei interessado, mas depois do que os amigos falaram resolvi passar batido e guardar na memória a obra prima irretocável que é 8 e 1/2. Gostaria de lembrar que se eu tivesse condições de fazer uma lista de piores entraria um que com certeza estará na listinha de melhores de vcs. Mas deixo pra quando vcs publicarem. será um comentário polêmico, polêmico... e polêmico.

Daniel Olivetto disse...

Turnes sempre trazendo um pouco de dignidade pras nossas discussões! rs

peidão disse...

fico feliz de não ter assistido nenhum deles

Vicente disse...

Tá, depois do comentário do Rê urge a publicação de nossa lista dos melhores. Corre editor!!!

Daniel Olivetto disse...

maior correria aqui na redação... mas HOJE A NOITE: "OS MELHORES FILMES DE 2010" por Falcon Bauler!

Vicente disse...

e a minha? (fazendo a ciumenta...)

Malcon Bauer disse...

Respeite o precursor, Vicente. É meu quarto ano consecutivo! hehe

Vicente disse...

Respeitá-lo-ei forever. Emudeço e aguardo!

turnes disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
turnes disse...

Ai postei de novo, tava tudo errado... Gente, vi agora que assisti vários da menção horrorosa: Calígula, nos anos 80, em vhs, escondido da mãe e não rendeu punheta esperada;Matadores de Vampiras Lésbicas, que parecia ser uma coisa B legal e na verdade é uma coisa Z sem razão de ser; Garota Infernal, do qual realmente eu não lembro nada; Tá Rindo do Que? Que é tipo dois filmes, começa de forma interessante com o universo do stand up americano e sai completamente fora dos trilhos, vira uma comédia romântica desgraçada de ruim.