23 de dezembro de 2010

Melhores Filmes de 2010

por Malcon Bauer, que é polêmico e polêmico!



10- Kick Ass: Quebrando Tudo (Kick Ass)


A história de um herói dos tempos da internet, contada com um delicioso toque de amoralidade. Nicolas Cage entrega sua melhor performance em muito tempo, emulando de forma hilária os maneirismos de Adam West (O Batman da tv). E temos Hit Girl, a garotinha de 11 anos que fala palavrões, bate, mata e rouba a cena sempre que aparece. Diversão do início ao fim.







09- A Origem (Inception)


O filme do ano? Não. Um filme muuuuito complicado, que exige que você veja cinco vezes pra entender? Também não. “A Origem” é um filme extremamente divertido, muito bem escrito e dirigido por Cristopher Nolan (dos novos “Batman). É o melhor entretenimento que apareceu nas telas este ano. Um filme de assalto dentro do cérebro humano! É muito legal! E uma idéia original é sempre bem-vinda nestes tempos de sequências, remakes, e reboots, não é?





08- A Rede Social (The Social Network)


David Fincher é foda! Pegou uma história que tinha tudo pra virar um blá-blá-blá sem fim e transformou num filme que rende muitas discussões. Um filme para degustar intelectualmentete, com ótimas interpretações, trilha sonora bafo e direção sutil.









07- Amor Sem Escalas (Up in the Air)


Definitivamente não existe um filme do diretor Jason Reitman que eu não adore (“Obrigado Por Fumar”, “Juno”, e agora este). George Clooney está incrível na história de um homem que prefere viver viajando e fugindo de laços reais com a vida e com as pessoas. E este tema me foi muito particular no ano que passou. As coadjuvantes Vera Farmiga e Anna Kendrick (acredite, de “Crepúsculo”) também arrasam. Um filmaço que pouca gente viu, talvez devido ao PÉSSIMO título que recebeu por aqui.




06- Tropa de Elite 2 (idem)


Capitão Nascimento está de volta. E muito melhor, cinematograficamente impecável, com excelente roteiro e ótimas interpretações. Você pode discordar ideologicamente do filme, mas não pode negar que é um filmaço, promovendo uma catarse coletiva – a cena da surra no político – que o cinema nacional não via há muito tempo. Que venha o terceiro filme, colocando Nascimento na presidência do Brasil! Não seria divertido?






04- Ponyo (idem)


Eu sou um grande fã de Hayao Miyazaki (“A Viagem de Chiriro”). É sempre um desbunde observar seus traço, de uma simplicidade encantadora. Simplicidade que também está na narrativa (que não é, de maneira alguma, rasa), emocionando com a bela amizade entre um garoto de 5 anos e uma peixinha que quer ser gente. Tudo recheado de referências ao folclore oriental que eu não entendo completamente, mas que me levam para um lugar todo especial da minha imaginação.



05- Direito de Amar (A Single Man)


Terno e delicado, esteticamente impecável. Some a isso a incrível performance de Colin Firth – a cena do telefone é de dar um nó na garganta- e da sempre maravilhosa Julianne Moore. Só lamento o terrível título nacional.








03- Preciosa (Precious)


Tinha tudo pra ser um dramalhão digno do Super-Cine. Mas tornou-se uma história inspiradora, contada de uma maneira que foge totalmente do dramalhão. Gabourey Sibdibe tem uma performance belíssima, emocionando com cada olhar. E Mo’nique... bem, ela ganhou um Oscar com uma performance odiosa e o monólogo mais chocante de 2010. Bafão!







02- Toy Story 3 (idem)


Foram 10 anos desde o incrível “Toy Story 2”, e eu estava com uma pulga atrás da orelha quanto ao fecho da saga de Woody e seus amigos. Mas eu devia saber que a Pixar nunca erra. E entrega um filme que não só celebra a própria Pixar (afinal, “Toy Story” foi seu primeiro filme), mas é uma montanha-russa emocional para todos que acompanharam a saga ou, simplesmente, tiveram um brinquedo. É tenso, tem uma crueldade inesperada, e termina com uma das sequências mais ternas do cinema moderno. É pra aplaudir de pé.




01- Sede de Sangue (Thirst)


Chan-wook Park é um gênio! O coreano diretor da incrível “trilogia da vingança”(que inclui o maravilhoso “Oldboy”) agora envereda pelo cinema de horror. Um filme de vampiros. Mas não é só isso. O filme é romântico, dramático, engraçado e cartunesco, tudo coordenado por uma condução impecável. E esses gêneros nunca se anulam, criando juntos uma das obras mais originais e deliciosas dos últimos tempos.






Menção Honrosa:


- Onde Vivem os Monstros (Were the Wild Things Are)

- Zumbilândia (Zombieland)

- Ilha do Medo (Shutter Island)

- Bollywood Dream: O Sonho Bollywoodiano (Bollywood Dream)

- Julie e Julia (idem)

- Invictus (idem)

- O Fantástico Senhor Raposo (Fantastic Mr. Fox)


Menção “Eu não acredito que você só viu esse filme em 2010”:


- Cabaret (idem)

- Juventude Transviada (Rebel Without a Cause)

- 12 Homens e Uma Sentença (12 Angry Men)

- Holocausto Canibal (Cannibal Holocaust)

20 comentários:

Vicente disse...

Ahhh Malcon, colocar filme apócrifo e que ninguém viu em primeirão? Tô baixando já!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

Eu odeio Preciosa. Pra mim é um dramalhão mal-feito e racista, do tipo "descobrimos Plínio Marcos nos EUA", do mesmo jeito que há 10 anos o Beleza Americana foi "descobrimos Nelson Rodrigues".
E outra hora falamos sobre Tropa de Elite, que é o Tropa DA Elite e eu não consigo separar as qualidades cinematográficas das questões éticas do filme.
Mas vou meditar um pouco mais...

turnes disse...

Hum, em primeiro lugar gostaria de dizer o quão imprestável me sinto por não ter visto o tal Sede de Sangue, visto que terror é meu gênero favorito e sou metido a entendedor. Aliás, esse filme em primeiro lugar salva a lista de não ser a lista do Rubens neamm (ai ouvi gritos de ódio vindos de Agrolândia). Achei ótimo Malcon.
Ah incrível, tbem não vi Amor Sem Escalas, Ponyo e Kick Ass (meus amigos que entendem de cinema não gostaram desse). Mas dos que eu vi, gostei mais de Direito de Amar. Sobre Preciosa, achei que algumas soluções da direção deram uma amenizada no melô, mas me pergunto se a protagonista causaria o mesmo impacto se fosse magra. De qualquer forma, como cinema É imagem, tudo bem pra ela...vamos ver se a carreira diz que ela é boa mesmo. Enfim, agora gente pra mim esse A Origem é uma grande mentira, pura pirotecnia narrativa e visual, que não DIZ NADA. E o plot realidade dentro de imaginação dentro de memória dentro do caralho a quatro, olha é mais velho que andar pra frente e já foi feito com muito mais fluidez. A postura "inteligente " que esse filme exige do espectador é maçante! Odeio filme "7 Erros" que se coloca como uma esfinge a ser decifrada pelo mais cabecinha da turma, isso não é interpretação é Coquetel Médio. Chegou uma hora eu cansei e fiquei só esperando o chão ficar de cabeça pra baixo, essas coisas. Bejoooo

Daniel Olivetto disse...

Não é querendo ser falador não, mas acho que o Malcon só colocou esse coreano no primeiro lugar pra se fingir de cult... todo ano é desenho animado em primeiro lugar... lonnnnnge de mim querer maldizer os colegas...

Malcon Bauer disse...

Droga, Daniel, você me pegou no flagra.
Tenho certeza que quando as pessoas verem o filme vão detestar e em esculachar publicamente.
Por favor, republique a lista e troque o Sede de Sangue pelo Ponyo. Pelo menos é um desenho oriental, e ainda me restará algum prestígio...

Daniel Olivetto disse...

ahahahahahahaha... Polaquinho do pai!

É tudo mentchyraaammm... Paps tá orgulhoso!!!

turnes disse...

A Dna. Ilma Bauer achou Preciosa uma lição de vida.

Vicente disse...

Acho Inception o melhor filme do ano!

Malcon Bauer disse...

Ainda não mstrei Preciosa pra minha mãe... Ficaadica pro fim de ano...
hehe

turnes disse...

Oh Vicente, Vicente....

Daniel Olivetto disse...

Eu acho que a Sally field devia ganhar melhor atriz!

turnes disse...

Ninguém diferente comenta nessa porra!

turnes disse...

Olha, eu adoraria que Vicente desenvolvesse sua crítica a Tropa d(a) Elite.
E obviamente adorarei saber o que de tããão legal tem em "A vertigem", quer dizer, "A origem"...

Anônimo disse...

A Origem causou em mim o que O Silêncio dos Inocentes causou na época do seu lançamento, meses antes do feito histórico de seus 5 oscars: deslumbre e arrebatamento.
Até parece que não vi filme nenhum nesse intervalo de quase 20 anos, né? Vi muito. Mas esse cinemão americano feito pro grande público que traz escondido sob sua superfície reflexões um pouco mais profundas, esse é raro. A Origem traz isso.
Lynch, vocês vão dizer, também. Mas para o seu fiel público. Eu vi A Origem numa sala lotada, com uma audiência ampla em idades e gêneros. Foram pra ver alguns tiros e a cena do cartaz, onde a estrada se entorta para outro plano. Saíram, como eu, sem compreender tudo, os quatros sonhos, o peão que cai-não-cai? Acho que saíram abismados diante das muitas interpretações, explicações e dúvidas abertas. Foram enganados: não era só mais um filme com o DiCaprio e um revólver na mão.

Gostei demais. Pra mim, o filme do ano.


hahaha não aparece minha foto e vocês não vão saber quem eu sou seus tanso.

Jefferson disse...

tá....gente diferente aqui comentando ahaha...


Sempre achei essas listas do Malcon meio birutas porque misturam filmes de anos diferentes...seria como escolher entre melhor ator do ano o Tom Hanks pelo 'Soldado Ryan' ou o di Caprio pelo Titanic (como seria possível se foram filmes de anos distintos?)...enfim...ele já me explicou que são os filmes que 'ele' viu no ano de 2010...então deveria estar apontado lá no início...senão parece que Preciosa é recente...ou mesmo vale a pena comparar Single man com Rede Social?...imagino os filmes do Woody Allen que sempre chegam com um ano de atraso por aqui...acabam disputando com filmes de dois anos depois (?)

bem...sobre a lista...não assisti vários...não dá pra falar nada que preste...

...fiquei curioso em ver o Sede de Sangue...pois havia visto o trailer...agora acho uma coisa só: Ilha do Medo é uma aula sobre sequencia de sonhos que Inception reduziu à pirotecnia racional...o Nolan é um grande diretor...Inception é um bom filme, mas nada comparado à beleza e à obra de arte do ano que é Ilha do Medo.
besos em todos...

Malcon Bauer disse...

Oi,Jeffs.
Meu critério é "Filmes lançados no Brasil em 2010". Foi assim com os citados "Preciosa"(fevereiro), "Rede Social" (novembro) e "Direito de Amar" (março, se não me engano).

E veja sim "Sede de Sangue". É foda!

Vicente disse...

Gente, estou chegando aqui depois de muito tempo. Ninguém comentou sobre O Anticristo? Eu vi esse ano, será que é de 2009? Foi o filme que mais 'pegou' em mim esse ano.

Malcon Bauer disse...

É de 2009. E não entrou na minha lista do ano passadom apesar de ser polêmico, polêmico... e polêmico...

Daniel Olivetto disse...

Ai eu adorei! Não fiz lista esse ano, pois me dei conta de que só tinha visto dois filmes muito muito bons em 2010: "Onde Vivem os Monstros' e o "Anticristo"...

Sandra Knoll disse...

kkkkkk...o melhor dessa lista são os comentários...gentem, é divertido mesmo! Ainda mais pq conheço cada um nas suas gracinhas e fico imaginando esse papo em tempo real.

Imagine, eu fazendo a lista dos filmes que vi esse ano "Casablanca" "O leitor", etc...tá eu vi alguns da lista sim...rede social que foi um filme bem normalzinho. Dessa lista vi poucos, da do Vicente vi mais.

turnes disse...

eu vi Anticristo em 2009 em sampa. mas perdi o prólogo. altus terrores meu.